Sanofi

5 dicas para aumentar a concentração e foco no trabalho

Ser mais produtivo no trabalho é o objetivo do século, mas como melhorar a concentração e o foco na profissão sem prejudicar a vida pessoal?  As altas cargas de trabalho, dentre outros fatores, pode ter relação com o acúmulo de tarefas, falta de organização e procrastinação. Se esse for o seu caso, é importante verificar a raiz do problema e seus efeitos, que pode ter relação com o sono, cobrança pessoal, falta de momentos para relaxar, sedentarismo, entre outros. Algumas mudanças na rotina e a inserção de práticas de autocuidado podem te ajudar a lidar com as demandas de trabalho e ainda melhorar a qualidade de vida fora do ambiente corporativo. Saiba o que a ciência diz sobre produtividade e veja 5 dicas para ter mais foco e concentração na sua rotina!

Descubra como melhorar sua atenção!

#1 Não se sobrecarregue!

Apesar do mercado buscar profissionais capazes de realizar diferentes atividades simultaneamente, estudos mostram que esse não é melhor caminho. Análises comportamentais e de neuroimagem mostram que a multitarefa resulta em perda de qualidade em uma das atividades. Isso ocorre porque, para cada tarefa, o cérebro humano ativa uma rede de áreas corticais para desempenhá-la. No caso de duas tarefas simultâneas, há a ativação de redes cerebrais independentes. Isso resulta em maior exigência dos recursos mentais, já que é necessário ativar processos cognitivos mais profundos em uma infraestrutura comum - no caso, o cérebro. Com as regiões processamento da linguagem e rotação mental prejudicadas, há diminuição da performance em uma das atividades. [1]

#2 Invista em uma noite de sono melhor!

Um boa noite de sono tem muita relação com a qualidade de vida de um indivíduo. Pessoas que não dormem o suficiente ou têm uma noite agitada estão mais suscetíveis a ter menos disposição para as obrigações diárias. A sonolência e o cansaço podem atrapalhar a concentração e o foco nas tarefas que precisam ser desempenhadas. O ideal é definir a hora de dormir como o momento de recarregar as energias, por isso, vale fazer mudanças na rotina para garantir uma noite de sono melhor. [2]

#3 Se exercite com frequência!

Além de abrir caminho para o desenvolvimento de várias doenças, o sedentarismo é capaz de diminuir a energia para desempenhar suas tarefas diárias. Como o trabalho demanda muito tempo do dia e boa performance, pode ser a área da vida mais prejudicada. Se exercitar regularmente têm impactos físicos e psicológicos que melhoram a disposição, a produtividade e o desempenho no trabalho. [3]

#4 A atenção plena é um aliado da concentração!

Praticar a atenção plena pode ajudar muito a alcançar o foco. Por outro lado, tem impacto na qualidade de vida profissional, algo cada vez mais buscado nos ambientes corporativos. O mindfulness é uma técnica de meditação que condiciona o indivíduo a ter mais foco no presente e pode ajudar muito o seu desempenho, principalmente se você precisa lidar com prazos no dia a dia. Estudiosos acreditam que a atenção plena produz efeitos físicos e psicológicos na qualidade do trabalho, pois ajuda a ter mais consciência das atividades realizadas, ser mais cooperativo, ter mais calma na tomada de decisões e manutenção de relações mais positivas com os colegas, além de aumentar a capacidade de concentração. [4]

#5 Observe a sua postura!

Apesar de muito importantes, os conceitos de ergonomia podem passar despercebidos no dia a dia, mas ficar muito tempo sentado em uma posição inadequada pode impactar e muito a sua produtividade. Um estudo da Universidade de São Paulo verificou que posições desconfortáveis atrapalham a concentração e a qualidade do trabalho. O ideal é manter a coluna ereta, os dois pés apoiados no chão, monitor na altura dos olhos e antebraços apoiados na mesa. [5]

 

Referências Consultadas:

[1] - Estudos comportamentais e de neuroimagem sobre multitarefa: uma revisão de literatura | Cyntia BAILER, Lêda Maria Braga TOMITCH | Unesp | 2016
[2] - Impacto dos transtornos do sono sobre o funcionamento diário e a qualidade de vida | Mônica Rocha Muller, Suely Sales Guimarães | Estudos de Psicologia I Universidade de Campinas | outubro - dezembro 2007
[3] - Atividade física e qualidade de vida | Rodrigo Sinnott Silva, Ivelissa da Silva, Ricardo Azevedo da Silva, Luciano Souza, Elaine Tomasi | Universidade Católica de Pelotas | 27 de julho de 2007
[4] - Qualidade de Vida no Trabalho: A Complementaridade do Mindfulness | Cláudia Ramos Viana, Cristina de Sousa | Universidade de Évora - Portugal | 2011
[5] - Ergonomia: um estudo sobre sua influência na produtividade | Carlos Rodrigues da Silva, Marco Antônio Costa da Silva, Sinai Rodrigues da Silva, Juliana Cristina Caldeira de Souza, Silvana Duarte dos Santos | Universidade de São Paulo | 16 de agosto de 2009

 

LINKS

1) https://periodicos.fclar.unesp.br/alfa/article/view/8133/5861
2) https://www.redalyc.org/pdf/3953/395335889011.pdf
3) https://www.scielosp.org/article/csc/2010.v15n1/115-120/
4) http://dspace.uevora.pt/rdpc/bitstream/10174/4820/1/RamosViana_C._DeSousa_C._InterfacesPsicologia2011.pdf
5) http://www.revistas.usp.br/rege/article/view/36686/39407