Sanofi

Como a meditação pode ajudar no seu estado de concentração

A prática da meditação é indicada por diversas razões, tendo em vista os variados benefícios que promove em termos de saúde e bem estar. Alguns desses benefícios contribuem para o desenvolvimento de funções cognitivas, como a concentração [1]. No geral, aqueles que se aventuram na atividade tendem a encontrar dificuldade para atingir esses efeitos positivos de imediato. É preciso paciência e prática.

Confira a seguir 4 benefícios da meditação que ajudam a melhorar a concentração no dia a dia

Controle da ansiedade

Estudos apontam para a capacidade da meditação de controlar a ansiedade, especialmente quando aliada ao ioga e à prática de atividade física [2]. O controle da ansiedade tende a ser benéfico também para a concentração do paciente, já que mentalmente e fisicamente ele passa a ficar mais relaxado. Em paralelo ao controle da ansiedade, é importante que haja o controle do estresse.  

Redução do estresse

Uma das metas mais comuns de quem começa a fazer meditação é a redução do estresse para conseguir ter uma maior e melhor qualidade de vida [3]. Ao controlar o estresse, a mente fica menos sobrecarregada e, portanto, mais capaz de operar de forma eficiente, o que ajuda não apenas na concentração, mas em diversos outros aspectos cognitivos.

Melhora do sono

A meditação é associada também à melhora do sono e por isso é indicada em tratamentos contra insônia. Estudos já mostraram que pacientes com insônia submetidos à meditação passaram a adormecer mais rápido e mantiveram-se dormindo por mais tempo do que aqueles que não adotaram a prática [4]. Tendo um sono de qualidade, a tendência é que a mente funciona melhor durante o dia, o que ajuda na concentração, produtividade e criatividade. 

Equilíbrio emocional

Da mesma forma que a meditação é apontada por estudos como uma importante forma de combater o estresse, a literatura científica também relaciona essa prática a melhorias de nível emocional. Pacientes com depressão podem se beneficiar da meditação, com importante controle dos sintomas [5]. Com a mente mais leve, a execução de atividades diárias diversas que exigem concentração e raciocínio rápido é potencializada.

Referências Consultadas:

[1] Does mindfulness training improve cognitive abilities? A systematic review of neuropsychological findings | Chiesa A, Calati R, Serretti A | Clin Psychol Rev | abril de 2011
[2] Exercise, yoga, and meditation for depressive and anxiety disorders | Saeed SA, Antonacci DJ, Bloch RM | Am Fam Physician | abril de 2010
[3] Meditation programs for psychological stress and well-being: a systematic review and meta-analysis | Goyal M, Singh S, Sibinga EM, Gould NF, Rowland-Seymour A, Sharma R, Berger Z, Sleicher D, Maron DD, Shihab HM, Ranasinghe PD, Linn S, Saha S, Bass EB, Haythornthwaite JA | JAMA Intern Med. março de 2014
[4] The value of mindfulness meditation in the treatment of insomnia | Martires J, Zeidler M | Curr Opin Pulm Med | novembro de 2015
[5] Effect of meditation on neurophysiological changes in stress mediated depression | Kasala ER, Bodduluru LN, Maneti Y, Thipparaboina R | Complement Ther Clin Pract | fevereiro de 2014

LINKS:

1) https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21183265
2) https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20387774
3) https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24395196
4) https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26390335
5) https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24439650