Sanofi

Dorme e acorda cansado? Veja as possíveis razões

É mais comum do que parece: muita gente dorme a quantidade ideal por noite - entre 6h e 9h - e acorda cansado. Alguns fatores podem influenciar essa situação: metabolismo, processos fisiológicos ou nutricionais. O cansaço excessivo pode se manifestar com irritação, sonolência ou desânimo. Além disso, é comum afetar todas as áreas da vida e, inclusive, prejudicar o desempenho no trabalho e nas obrigações diárias.

“Durmo e acordo cansado”: saiba o que pode estar causando o problema

Todos os mecanismos do nosso corpo estão ligados. Um problema em algum sistema corporal é capaz de afetar a memória, por exemplo, ou ainda uma deficiência nutricional que se manifesta com gripes frequentes. É comum o nosso corpo dar sinais de que algo não está bem. Por isso, é importante estar atento ao estado geral de saúde para conseguir identificar essas possíveis interferências. Veja abaixo X fatores que podem estar por trás do seu cansaço excessivo.

Sedentarismo

Já é comprovado que uma vida sedentária prejudica a saúde do coração, dos ossos e vários outros sistemas corporais. Não praticar nenhuma atividade física também pode te deixar com menos disposição para o dia a dia. Um estudo feito pela Universidade da Georgia, nos Estados Unidos, mostrou que se manter ativo é capaz de aumentar os níveis de energia em 20% e reduzir a fadiga em até 65%. [1] Se você quer se sentir menos cansado, busque uma atividade física que combine com você, seja corrida, musculação ou pilates, por exemplo.

Imunidade baixa

O sistema imunológico é responsável por proteger o nosso corpo de infecções causadas por diversos microorganismos. É um mecanismo que interliga todo o corpo e, quando está no nível mais baixo, pode se manifestar com a falta de disposição. Uma pesquisa pela King's College London mostrou que o cansaço por longos períodos pode ter relação com as respostas imunes prejudicadas. [2]

Fadiga mental

A fadiga mental pode se manifestar por meio de diversos sintomas. A condição é causada quando há longos períodos de estímulo cognitivo e também é capaz de prejudicar o desempenho nas atividades habituais. Pesquisas evidenciam que a função cerebral é capaz de desencadear efeitos negativos na capacidade de resistência dos indivíduos, consequentemente impactando suas respostas físicas. [3]

Irregularidade no sono

Grande parte da população se queixa de problemas no sono, que costuma se apresentar com noites mal dormidas, episódios de insônia ou muita sonolência durante o dia. Mau humor e cansaço são as principais consequências, mas você também pode ter outras áreas da vida prejudicadas, inclusive a saúde. Se esse for o seu caso, um caminho pode ser investir em mudança de hábitos para dormir melhor. [4]

Deficiência de nutrientes

Toda a sua vida pode ser afetada caso seu corpo não esteja recebendo os nutrientes necessários para se manter forte e saudável. Deficiências de ferro, vitamina D e vitamina B12 estão associadas ao cansaço excessivo. A fadiga é um dos principais sintomas da anemia (que pode ser provocada pela falta de ferro e B12), por exemplo, e ocorre quando os glóbulos vermelhos não são suficientes para levar oxigênio para todo o organismo. Já a falta de vitamina D é capaz de diminuir a sua resistência óssea e muscular, deixando o seu corpo mais fraco e cansado. Reveja a sua alimentação e, caso seja necessário, faça suplementação para elevar os níveis desses nutrientes.[5]

 

Referências Consultadas:

[1] Low-intensity Exercise Reduces Fatigue Symptoms By 65 Percent, Study Finds | University of Georgia | ScienceDaily | Março de 2008
[2] Persistent fatigue induced by interferon-alpha: a novel, inflammation-based, proxy model of chronic fatigue syndrome | Alice Russell | Psychoneuroendocrinology | Fevereiro de 2019
[3] Mental fatigue impairs physical performance in humans | Samuele M. Marcora, Walter Staiano, Victoria Manning | Journal of Applied Physiology | 01 de março de 2009
[4] Impacto dos transtornos do sono sobre o funcionamento diário e a qualidade de vida | Mônica Rocha Muller, Suely Sales Guimarães | Estudos de Psicologia I Universidade de Campinas | outubro - dezembro 2007
[5] Could a vitamin or mineral deficiency be behind your fatigue? | Harvard Health Publishing | s/d

 

LINKS

1) https://www.sciencedaily.com/releases/2008/02/080228112008.htm
2) https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0306453018301963?via%3Dihub
3) https://www.physiology.org/doi/full/10.1152/japplphysiol.91324.2008
4) https://www.redalyc.org/pdf/3953/395335889011.pdf
5) https://www.health.harvard.edu/mind-and-mood/could-a-vitamin-or-mineral-deficiency-be-behind-your-fatigue